https://revistaglamour.globo.com/Celebridades/noticia/2018/05/gravida-do-segundo-filho-de-gusttavo-lima-andressa-suita-diz-ele-quer-mais-quer-casa-cheia.html
Treinamento da CBF tenta padronizar os critérios de mão na bola

Treinamento da CBF tenta padronizar os critérios de mão na bola


Coronel Marinho, diretor da Comissão de Arbitragem da CBF, esteve à frente do treinamento Divulgação


Para tentar padronizar e evitar mais polemicas na arbitragem, a Comissão de Arbitragem da CBF realizou um programa especial de treinamentos para os árbitros nesta quinta-feira (16). A ideia é auxiliar juízes e bandeirinhas para que os critérios sejam os mesmos e diminua os problemas dentro de campo.



Dormiu? Campeonato Paulista e Libertadores rechearam a quarta-feira de gols. Assista



Eliminações precoces na Copa do Brasil causam demissão de dois treinadores



Fluminense faz campanha nas redes sociais por golaço de Scarpa no Prêmio Puskas



O evento contou com a participação apenas de árbitros e assistentes pertencentes ao quadro da Fifa - masculino e feminino - e o "confronto" bola na mão x mão na bola mereceu um capítulo à parte. Foram exibidos vários vídeos de lances, houve discussão e orientações foram passadas visando a padronização.





Juízes e bandeirinhas também receberam um folheto explicativo de lances em que existe a infração e outros que não. O material tem como base o trabalho da Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol. O tenente-coronel Marcos Marinho, diretor da Comissão de Arbitragem da CBF, disse que a uniformização dos critérios, e sua aplicação, é uma das metas a serem perseguidas este ano, não só nos campeonatos e torneios organizados pela entidade, mas como nos estaduais.



"Reforçamos (no treinamento) os critérios. Abordamos as dúvidas com vídeos dos principais pontos. Carrinho com o braço aberto é pênalti (se houver contato com a bola), porque o jogador aumentou o volume do corpo", declarou.





Em contrapartida, quando o chute é dado muito próximo do corpo do jogador que defende (até 2 metros) não existe falta, porque não há tempo de reação do defensor para evitar que a bola toque em seu braço. E também para ele fazer um movimento deliberado do braço em direção à bola, o que caracterizaria uma infração.



"Existem lances muitos rápidos, mas vários aspectos devem ser considerados. A distância (entre o chute e o corpo do adversário), a posição natural dos braços, a direção da bola...", concluiu.





O primeiro teste para os árbitros após os treinamentos da CBF será neste final de semana, com as rodadas do estaduais.





Fonte: r7.com

Outras Notícias

GP da Espanha de Fórmula 1

Lewis Hamilton larga na pole, com Bottas ao lado. Vettel é terceiroGrosjean erra, roda e é acertado por Gasly e Hulke...

Rodrigo Pimpão marca de bicicleta e dá vitória ao Botafogo

Rodrigo Pimpão acertou bela bicicleta para marcar gol que deu a vitória ao Botafogo no...

Reincidente em comemoração polêmica, Cueva se desculpa por cartão amarelo no São Paulo

Cueva marcou primeiro gol do São Paulo e saiu com mão no ouvido na Vila apenas para to...

Eduardo Baptista pode mexer em defesa, meio e ataque do Palmeiras para voltar a vencer no Paulistão

Eduardo Baptista conversa com Barrios, que pode ser titular da equipe na noite desta q...

Dorival minimiza cobranças da torcida do Santos e nega defesa exposta

Dorival não gostou do que viu em campo contra o São Paulo FLAVIO HOPP/RAW IMAGE/EST...